Liderança e gestão de pessoas: competências para impulsionar seus resultados

Diante das diversas mudanças globais dentro das organizações, o papel do líder em gerir pessoas tornou-se um fator determinante para o bom desempenho da empresa. E ainda que existam diferentes aspectos que possam levá-la ao sucesso, certamente, a atuação da liderança tem contribuição predominante.

Chiavenato declara: “À medida que as organizações se tornam globais, a gestão estratégica se torna cada vez mais importante em termos de vantagens competitivas diante dos concorrentes”

Certamente, a liderança e gestão de pessoas são fundamentais na gestão estratégica para vencer os obstáculos oriundos de um processo de expansão, até porque o que difere uma empresa da outra é como o líder exerce influência sobre aqueles com quem trabalha.

Liderança, de acordo com Robbins (2009):

é a capacidade de influenciar um grupo em direção ao alcance dos objetivos”

Sendo assim, um líder, deve visar alcançar objetivos específicos e o sucesso organizacional. E para se manter competitivo em um papel de liderança, é necessário combinar habilidades interpessoais com foco orientado a resultados.

No entanto, apenas 13% dos líderes apresentam esse perfil, o que torna o desenvolvimento dessas habilidades ainda mais importante nos dias atuais.

Quando um líder incorpora essas características e assume seu papel dentro da empresa, os liderados crescem e se desenvolvem mais rapidamente, já a organização tende a prosperar de forma mais saudável.

Habilidades interpessoais com foco orientado a resultados

Para um líder eficaz, habilidades interpessoais com foco orientado a resultados é essencial para o sucesso da empresa. Embora o mundo corporativo valorize a “As inovações digitais”, gerir pessoas é fundamental e continuará sendo essencial para qualquer empresa.

O que é uma empresa sem pessoas? Em sua essência, as organizações têm a sua origem nas pessoas, o trabalho é processado por pessoas e o produto de seu trabalho se destina às pessoas. Desse modo as pessoas devem ser o foco de atenção e investimento.

E vale ressaltar que saber lidar com pessoas dentro de uma empresa não é fácil; requer qualidades específicas a fim de se obter uma equipe unida e voltada a um único objetivo.

Para lhe ajudar nesse sentido, confira abaixo estão algumas dicas práticas para impulsionar suas habilidades interpessoais e de liderança.

Dicas práticas de liderança para impulsionar resultados

A vantagem é que as qualidades de um líder podem ser trabalhadas e melhoradas, tanto as interpessoais como o foco em resultados. Acompanhe:

1 – Comunique direção e estratégia

  • Foco nos resultados – para alcançar os melhores resultados é preciso que todos tenham uma visão clara da direção que se está indo. É fundamental que a estratégia adotada fique clara para todos os membros do time.
  • Habilidades interpessoais – Comunicar-se e oferecer orientações claras tornam o time mais engajado e evita que a equipe fique insatisfeita por não saber ou compreender o caminho escolhido pelos líderes.

2 – Motive e inspire!

  • Foco nos resultados – Uma pesquisa revelou que 78% dos líderes são mais reconhecidos por direcionar o time aos resultados do que pela suas habilidades de motivar e inspirar. Quando os líderes conseguem unir essas habilidades, eles têm uma tendência muito maior de alcançar seus resultados.
  • Habilidades interpessoais – As pessoas querem fazer a diferença no seu trabalho. Líderes que inspiram, geram lealdade, compromisso, paixão e entusiasmo tem a capacidade de criar ambientes positivos e mais criativos.

3 – Estabeleça metas desafiadoras

  • Foco nos resultados – Definir metas elevadas, em comum acordo com o time, faz com que todos trabalhem duro para alcançá-las e tenham desempenhos melhores.
  • Habilidades interpessoais – Quando as metas desafiadoras são definidas em conjunto a equipe fica mais engajada, as pessoas se juntam para atingir seus objetivos, se sentem valorizadas e capazes.

4 – Alta integridade e inspire confiança

  • Foco nos resultados – Quando o time recebe metas desafiadoras de um líder em quem não confiam, normalmente se sentem manipulados, e as pessoas acreditam que o gestor está “tirando” vantagem. A motivação de líderes que inspiram confiança vai além de críticas e censura.
  • Habilidades interpessoais – Confiança é um componente chave em qualquer relação. Para inspirar é preciso “comer a própria comida”. Um líder não deve pedir a sua equipe algo que ele mesmo não esteja disposto a fazer.

5 – Ajude os outros a crescer

  • Foco nos resultados – Líderes que apóiam o desenvolvimento da equipe e que investem seu tempo nesse objetivo, colhem resultados melhores. Quanto mais capacitado for um colaborador, mais produtivo ele se torna. 
  • Habilidades interpessoais – As pessoas almejam  oportunidades para desenvolver novas competências e habilidades. Líderes que apóiam o desenvolvimento da equipe são sempre bem vistos. Desenvolver o time impacta positivamente aumentando a performance e criando uma cultura de engajamento e divertida. Isso também faz com que mais pessoas queiram trabalhar com você.

6 – Ofereça e faça prontamente comentários (feedbacks)

  • Foco nos resultados – Se um líder não busca, ou mesmo não quer, receber feedback do seu time, as pessoas param de se posicionar e os problemas começam a ser ignorados, prazos são perdidos. Mas quando um líder é receptivo ao feedback e aos conselhos do time, seus colegas irão se posicionar quando perceberem que o líder está a ponto de cometer um erro.
  • Habilidades interpessoais – Líderes que pedem feedbacks e que se esforçam para melhorar são respeitados. Sua habilidade de se desenvolver é um exemplo para todos. 

Como apresentado, quem incorpora essas qualidades eleva seu papel de líder dentro da empresa e gera mais resultado. E como descobrir se essas ações estão indo bem? Calculando o retorno sobre investimento.

Faça um controle bem apurado sobre os resultados de suas ações.

Para isso, acompanhe algumas dicas:

  • Crie uma planilha para cada uma das 6 qualidades a partir do dia que implementou essas ações. Você pode fazer perguntas do tipo “Qual nota mostra que minha equipe está motivada e inspirada?”, “Como minha equipe responde a comentários?”, “Todos dão feedback?”
  • Defina um prazo em que possa medir esse resultado. Pode ser a cada 30 dias ou a cada 3 meses, por exemplo.
  • Dê uma nota de 0 a 10 para cada qualidade e seja crítico quanto a pontuação.

Perguntas qualitativas são mais adequadas para verificar o andamento dessas ações. A partir da resposta, você pode ter uma ideia melhor do resultado apresentado.

Quais têm sido suas ações favoritas na hora de impulsionar seu papel de líder dentro da empresa? Compartilhe conosco comentando abaixo.

Fique à vontade para dar a sua opinião e colaborar na atualização deste artigo. Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais.