Publicado: 26/04/2021Tempo de leitura: 9 min. - Última atualização: 21/09/2021

O futuro da telefonia com 5G.

Publicado por

Marketing Dígitro

Marketing Dígitro

Conteúdos Especiais

Atualmente, estamos vivendo em um momento de aceleração da Transformação Digital, onde, cada vez mais, haverá evolução tecnológica em todos os setores do mercado. Na área de comunicação não é diferente. Seja para trabalho ou relações pessoais, o celular já é parte do dia a dia das pessoas. E isso criou a necessidade de uma conexão mais rápida com a internet. Esse é um dos motivos para a criação da telefonia 5G que vem sendo desenvolvida e aperfeiçoada nos últimos anos.

Mas a velocidade de navegação não é o seu único diferencial. Essa rede também é muito importante para a utilização e avanço da Internet das Coisas (IoT). Por isso, neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre o funcionamento da telefonia 5G. Igualmente, entenderá o funcionamento de sua implementação no Brasil. Continue a leitura!

Rede 5G: conheça um pouco sobre essa telefonia 

Basicamente, a telefonia 5G é a quinta geração da rede de internet móvel. Você utiliza algum dispositivo para enviar mensagens, fazer ligações, ler notícias, assistir a vídeos, sem usar a internet wireless? Isso só é possível porque existem as redes 2G, 3G, 4G e, futuramente, 5G.

A rede de comunicação móvel consiste em um conjunto de tecnologias que permite essa troca de informações via aparelhos portáteis. E isso pode ser feito a qualquer momento, de qualquer lugar, mesmo que estejamos em movimento.

Hoje em dia, a telefonia que ainda vem sendo difundida em nosso país é a 4G. De acordo com um relatório da “Conexis Brasil Digital”, em dezembro de 2020, 174 milhões de celulares possuíam essa rede. O relatório também informa que a quarta geração está disponível para 98,8% da população, em 5.275 municípios. Como essa rede está chegando em seu limite de uso mundial, foi necessário o desenvolvimento da nova tecnologia.

A rede 5G é uma nova maneira de transportar dados em rede. E propõe uma mudança tanto quantitativa, quanto qualitativa na forma de uso dos dispositivos móveis. A velocidade de conexão é muito mais rápida, superando 1 Gb/s. Isso possibilita a utilização de serviços mais complexos com menos dificuldade. Além disso, a diferença na resposta de transmissão de dados (latência) é aprimorada. Na rede 4G, era de 60-98 milissegundos. Já na 5G, será de menos de 1 milissegundo.

Outro ponto positivo é que oferece banda larga mil vezes mais veloz e melhor. Porém, o grande destaque, que revolucionará o mercado, é a possibilidade de mais dispositivos conectados. Isso contribuirá, também, para o crescimento da IoT, como mostraremos mais adiante. 

Veja como está a implementação da rede 5G

Embora ainda não esteja sendo utilizada no Brasil, a rede 5G já é uma realidade em vários países. Atualmente, 15% da população vive nas áreas com a cobertura dessa tecnologia, ou seja, 1 bilhão de pessoas. Essas são constatações da OpenSignal, que também informa que nações como Austrália, Alemanha, Japão, Arábia Saudita, Reino Unido e Estados Unidos já consomem mais 5G do que 4G.

Ainda, conforme o relatório, a Coreia do Sul é onde essa telefonia avança mais rápido: usuários utilizam, em média, 38,1 GB de dados móveis. Nos demais locais da pesquisa, a média ficou em 15 GB por pessoa.

5G no Brasil 

No Brasil, algumas operadoras já vêm fazendo testes da quinta geração de telefonia móvel. Tanto que vários dispositivos já estão sendo produzidos com recursos que aproveitam ao máximo essa tecnologia. Entretanto, a rede 5G só poderá ser implementada em solo nacional após o Leilão de Espectro 5G, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Em fevereiro de 2021, a agência aprovou o edital para a realização do pregão das faixas de radiofrequência para o 5G. Porém, esse documento precisa passar por consulta pública, depois ser analisado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), para, então, ser ratificado pela Anatel. Esse processo, entre outras finalidades, objetiva definir detalhes como precificação e lance mínimo. Além do valor que as empresas vencedoras terão que investir para acabar com o impacto que essa rede trará nos demais serviços de telecomunicação. 

No pregão, terão faixas dedicadas às operações nacionais e regionais do 5G. Sendo as mais atraentes as de 3,5GHz e de 26 GHz. A previsão é de que o Leilão de Espectro 5G seja realizado ainda no primeiro semestre de 2021. Em uma matéria publicada pelo Governo Federal, o presidente da instituição pública, Leonardo de Morais, diz que essa telefonia irá remodelar a sociedade e os meios produtivos. “Não se trata de apenas mais 1G, mas de um guarda-chuva que potencializa e envolve várias outras tecnologias”, afirma Leonardo.

Confira quais mudanças trará para a telefonia e para as empresas

É evidente que a mudança para a nova geração de internet móvel trará um impacto nas empresas e na telefonia. Com uma velocidade de conexão 40 vezes maior que a atual, a comunicação interna das organizações é um dos pontos em que haverá melhoria

Proporcionando mais qualidade de vídeo e de áudio, será uma excelente aliada, inclusive, da telefonia VoIP, que já utiliza a web para realizar chamadas. Como essa já é uma solução benéfica para equipes em home office, por exemplo, com a rede 5G será ainda mais fácil estabelecer ligações pelo IP. Além disso, dispositivos como celulares, modems e roteadores, assim como chips, deverão ser trocados por uma versão que possibilite o uso da nova tecnologia.

5G e a Internet das Coisas

Como já mencionamos neste artigo, a rede 5G facilitará o desenvolvimento da Internet das Coisas, fazendo com que máquinas “conversem” entre si. De acordo com um estudo da Juniper Researchhá uma prospecção de que o total de conexões de IoT chegue aos 84 bilhões em 2024. Por conta disso, uma pesquisa da Qualcomm prevê que até 2035 poderá haver até 22 milhões de empregos para o 5G. Também, diz que a rede ajudará a arrecadar até US$ 12,3 trilhões em bens e serviços.

Dessa forma, a rede 5G junto à IoT será fundamental para o desenvolvimento das cidades inteligentes. Com sensores espalhados pelas ruas, será possível captar informações e gerenciar melhor os municípios de todo o mundo. Mas não só a gestão pública é beneficiada com essa nova realidade.

Com a integração entre o 5G e a Internet das Coisas, avanços no setor agrícola também são previstos. Como é o caso da automatização de colheitas por meio de tratores inteligentes. Será possível realizar o transporte e distribuição em portos, aeroportos e demais áreas da logística, de forma robotizada. Na verdade, todos os âmbitos econômicos e sociais podem ter ganhos com essa união. Na área da saúde, poderão ser realizadas cirurgias remotas com precisões altíssimas. 

O usuário final também será beneficiado. Afinal, com o aumento da velocidade de conexão, ele terá uma melhor experiência de navegação. Mas o futuro nem tão distante terá eletrodomésticos e equipamentos inteligentes. Atualmente, algumas empresas já disponibilizam itens com conexão integradas, como é o caso da Amazon, da Apple e do Google.

Essas são apenas algumas das mudanças que a rede 5G proporcionará para o cenário global. Para continuar a receber informações sobre telefonia, tecnologia e soluções para a comunicação da sua empresa, visite regularmente o nosso blog.

Fale com a gente (chat)
Preencha as informações abaixo para iniciar o atendimento
Chat by Interact, da Dígitro